As autoridades do Kuwait detiveram uma rede multinacional que financiava o Estado Islâmico com dinheiro e armas, incluindo mísseis, segundo a agência de notícias Kuna, que cita o ministro do Interior daquele país, nesta quinta-feira.

A "célula multinacional", como descreve a agência KUNA, era constituída por um libanês, um egípcio, cinco sírios, dois australianos e um kuwaitiano.

"Numa jogada de antecipação (...) as forças de segurança detiveram e desmantelaram" a rede internacional que financiava o Estado Islâmico, consta no comunicado divulgado.