O vulcão Shindake registou esta madrugada uma erupção pelo segundo dia consecutivo, depois de no passado dia 29 de maio a sua atividade ter obrigado à retirada de mais de uma centena de pessoas da ilha de Kuchinoerabu.

Pelas 09:43 locais (01:43 em Lisboa), o vulcão expulsou uma coluna de fumo e cinzas que alcançou uma altura de 200 metros, segundo a Agência Meteorológica japonesa.

Na quinta-feira foram observadas outras erupções e nuvens de cinza que impedem a visualização da cratera, e tremores subterrâneos na montanha, segundo o organismo estatal.

No passado dia 29 de maio, a ilha de Kuchinoerabu teve mesmo de ser evacuada. Então, os 137 moradores foram retirados em barcos da guarda costeira e não houve feridos a registar.