Pelo menos 321 refugiados sírios que esperam poder sair da ilha grega de Kos, no mar Egeu, foram alojados este domingo num navio fretado pelo Governo para ajudar as autoridades locais.

O embarque ocorreu às primeiras horas de domingo e com grandes medidas de segurança devido às tensões criadas pela decisão de só entrarem no navio os refugiados da Síria, indica a Lusa.

Para além dos sírios, estão no navio alguns membros de organizações não governamentais e polícias, o que provocou conflito entre pessoas de outras nacionalidades, principalmente do Paquistão, Afeganistão e Irão.

Os migrantes foram resgatados no sábado pela guarda costeira numa região afetada por uma grave crise migratória e onde todos os dias chegam centenas de imigrantes e refugiados. 

Os migrantes foram detidos por não possuírem documentação legal e continuam com o seu destino em suspenso.