Algumas autoridades francesas temem que o assalto a Kim Kardashian tenha impacto no turismo na capital, já prejudicado depois dos ataques terroristas do último ano.

Podemos fazer todas as publicidades possíveis para atrair turistas a Paris, isso acaba de ser brutalmente anulado com o caso da Kardashian”, afirmou a deputada Nathalie Kosciusko-Morizet, candidata às primárias do partido Les Républicains.

A presidente da Câmara da capital francesa não acredita, no entanto, que o caso agrave a crise no turismo.

Esse ato raríssimo, ocorrido num local privado, não coloca em dúvida o trabalho dos agentes da polícia e a segurança no espaço público parisiense", afirmou. "Utilizar o caso para polémicas é prejudicar o setor do turismo e os 500 mil empregos que ele representa na região."

Entretanto, a polícia também sugeriu que o assalto foi resultado das fotografias que Kardashian publica nas redes sociais e que é pouco provável que o mesmo aconteça a outro turista comum.

Este tipo de incidente é extremamente raro em Paris e ela é uma estrela famosa em todo o mundo”, afirmou Johanna Primevert, porta-voz chefe da polícia parisiense. “Não se confunda o que aconteceu com a senhora Kardashian – que é provavelmente da autoria de um grupo organizado que planeou a sua ação – com um assalto a um turista em frente à catedral de Notre Dame ou noutro ponto turístico de Paris.”

É evidente que quando se é uma estrela como Kim Kardashian com, penso eu, mais de 48 milhões de seguidores no Twitter… Isto poderia ter acontecido em qualquer sítio, não apenas em Paris”, acrescentou. “As posses tinham sido vistas nas redes sociais e foram esses bens o alvo.”

A estrela de “Keeping up with the Kardashians” tinha partilhado, dias antes, uma fotografia com várias joias avaliadas em milhares de euros.

 

💎💎💎

Uma foto publicada por Kim Kardashian West (@kimkardashian) a

A estrela da televisão norte-americana foi no domingo alvo de um ataque à mão armada num hotel em Paris por homens disfarçados de polícias, que roubaram sobretudo joias no valor de vários milhões de euros.

A socialite deixou entretanto Paris num jato particular e ainda não se pronunciou sobre o caso. A polícia está a investigar.