O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi esta terça-feira designado candidato a um lugar na Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte nas eleições a realizar em março e numa apresentação esperada após dois anos de consolidação do poder.

O jovem dirigente, cuja idade não é certa, mas estimada em 31 anos, foi nomeado por uma das principais figuras do regime, o vice-marechal Choe Ryong-hae, «cumprindo o desejo unânime e os melhores desejos do pessoal ao serviço» do exército norte-coreano, revelou a agência estatal, a KCNA.

No seu primeiro ano no poder, após a morte do pai em dezembro de 2011, Kim Jong-un começou por assumir os principais títulos no Partido dos Trabalhadores e no Exército, e agora será escolhido como deputado, tal como o seu pai o foi em março de 2009.