O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, instou o seu exército a estar «totalmente preparado» para a guerra, numa reunião do Partido dos Trabalhadores, informou a agência estatal KCNA.

O jovem líder proferiu um «discurso histórico» na primeira reunião em 10 meses da comissão militar central do partido único, no qual afirmou que a situação de segurança é «mais grave do que nunca» tanto na Coreia do Norte como no estrangeiro, segundo a agência oficial KCNA.

Kim exigiu ao exército lealdade a si próprio e ao partido e instou-o a «estar completamente preparado para reagir a qualquer forma de guerra desencadeada pelo inimigo», que referiu como «os imperialistas dos Estados Unidos».