A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto para alargar uma lei de 2004 sobre os Direitos Humanos na Coreia do Norte, pondo especial enfase na distribuição de “informação livre” no país.

O projeto foi aprovado com 415 votos a favor e nenhum contra.

Nesta extensão da lei, os congressistas aprovaram uma atualização dos sistemas de “informação livre” a introduzir na Coreia do Norte além da rádio, e que incluem dispositivos de USB, telefones móveis e “outras ferramentas prometedoras”.

Devido à tensão entre os dois países, esta pode ser mais uma ferramenta de pressão sobre a Coreia do Norte, além das sanções.

Na segunda-feira ministro norte-coreano dos Negócios Estrangeiros, Ri Yong-ho, afirmou que a Coreia do Norte considera que Donald Trump já formulou uma declaração de guerra ao seu país.

Os Estados Unidos, por sua vez, desvalorizaram estas declarações e garantem que nenhuma declaração de guerra foi feita ao país liderado por Kim Jong-un.