O líder norte-coreano, Kim Jong-un, elogiou o desenvolvimento contínuo do seu “valioso” programa nuclear para “defender a sua soberania das ameaças nucleares dos Estados Unidos”, e disse que a economia do país está a crescer apesar das sanções.

Kim Jong-un fez estes comentários numa reunião plenária do Comité Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, que abordou no sábado a situação do país, e aprovou algumas nomeações de altos dirigentes, informou hoje a agência estatal norte-coreana, KCNA.

“As armas nucleares da República Popular Democrática da Coreia (nome oficial da Coreia do Norte) são um valioso fruto da sangrenta luta do seu povo para defender o destino e a soberania do país das prolongadas ameaças nucleares dos imperialistas norte-americanos", disse o líder durante a reunião.

Este sábado, Donald Trump voltou a dizer, como é habitual através do Twitter, que com a Coreia do Norte só funciona uma coisa. Não especifica o que é, mas dá a entender que é haver um conflito, até porque remete para a história dos últimos 25 anos.

"Os presidentes e suas administrações têm dialogado com a Coreia do Norte nos últimos 25 anos, têm feito acordos e pago quantias elevadas de dinheiro". Isso é o que diz o primeiro tweet, sendo que a mensagem continua no segundo:

"... Não funcionou, os acordos foram violados antes de a tinta secar, fazendo dos EUA imbecis negociadores. Desculpem, mas só uma coisa funcionará!"