O líder de protestos pró-União Europeia na Ucrânia Arseni Iatseniuk foi hoje proposto para o cargo de primeiro-ministro pelo «Conselho de Maidan», que reúne os líderes políticos da contestação ucraniana, da sociedade civil e dos grupos radicais.

O anúncio, feito na emblemática Praça da Independência (Maidan), no centro de Kiev, perante dezenas de milhares de pessoas, deverá ainda ser confirmado no parlamento na quinta-feira, depois de uma votação sobre o novo governo ucraniano prevista para terça-feira ter sido adiada.

A Praça da Independência tem sido o epicentro de três meses de protestos na Ucrânia que culminaram com a deposição do Presidente Viktor Ianukovich, juntamente com todo o seu executivo.