Um detido na sequência dos protestos em Kiev, na Ucrânia, foi obrigado a andar completamente nu na neve, enquanto os agentes lhe davam pancadas na cabeça e o humilhavam, fotografando-o. A situação foi captada em vídeo e as imagens estão a chocar uma já convulsa Ucrânia. A Oposição ucraniana fala inclusive de «tortura».

O vídeo, partilhado pelo jornal «Kiev Post», mostra um grupo de agentes a transportar um homem nu, apenas com meias. Antes de o homem entrar no autocarro das autoridades, é obrigado a permanecer nu, debaixo de neve, enquanto lhe tiram fotografias, lhe dão pancadas na cabeça e pontapés nas pernas.



No vídeo, são visíveis hematomas em várias zonas do corpo do homem. De acordo com o jornal, o detido recebeu tratamento numa das muitas enfermarias improvisadas que há no centro da cidade, desde que começaram os distúrbios.

O Ministério do Interior da Ucrânia já veio pedir «desculpas pelas ações inadequadas de pessoas com uniforme de polícia que aparecem no vídeo com um homem nu, cuja imagem se divulgou nos órgãos de informação».

As autoridades prometeram já averiguar o acontecido, como surgiu a gravação e como foi tornada pública.

Alguns analistas pensam que a presença de uma câmara de filmar nas redondezas e a denúncia desta situação se prende com um grande descontentamento de muitos polícias em relação à atitude de alguns colegas de trabalho.