Pelo menos 16 pessoas morreram e 38 ficaram feridas, na maioria civis, na explosão de uma camioneta armadilhada em Kandahar, sul do Afeganistão, esta terça-feira. A explosão ocorreu no momento em que agentes da polícia tentavam desarmadilhar o veículo, anunciaram as autoridades.

Os últimos números disponíveis dão conta de 16 mortos e 38 feridos levados para o hospital. Mas ainda temos ambulâncias no local porque pode haver outras vítimas sob os destroços”, disse à agência France-Presse um responsável do hospital Mirwais de Kandahar.

A explosão ocorreu cerca das 12:00 (08:30 em Lisboa), no centro da cidade.

Segundo o chefe da polícia local, Mohammad Qasim Azad, “as forças de segurança procuravam desde manhã um veículo suspeito e descobriram uma camioneta cheia de explosivos, estacionada perto de uma paragem de autocarro”.

O veículo explodiu quando os polícias tentavam desarmadilhá-lo”, precisou.

O porta-voz do governo da província, Daud Ahmadi, disse que “as forças de segurança atuavam com base numa informação”.

Este responsável admitiu que a camioneta se destinasse a cometer um atentado no fim do ramadão, quando a cidade “se enche de pessoas que preparam as festividades do Eid”.