O primeiro-ministro da Canadá não conteve as lágrimas ao falar de Gord Downie, vocalista da banca The Tragically Hip que não sobreviveu à luta contra um tumor cerebral terminal, que lhe foi diagnosticado em 2015, e acabou por morrer na terça-feira, aos 53 anos. Ao reagir à notícia, Justin Trudeau recordou o “amigo” e acabou emocionado.

Perdemos um dos melhores de nós. Gord era meu amigo. Mas o Gord era amigo de toda a gente”, recordou Trudeau antes de se desfazer em lágrimas.

“O nosso amigo amava este país com todas as forças. Amava cada canto escondido, cada história, cada aspeto deste país”, acrescentou o primeiro-ministro, visivelmente emocionado.

"Ele quis fazer o melhor. Queria que fossemos melhores do que somos", disse ainda Trudeau sobre Dowie.

Somos menos como país sem o Gord. E isso dói”, confessou o primeiro-ministro aos jornalistas, a chorar.

Justin Trudeau falou da vida e do percurso de Gord Downie perante a imprensa, mas antes já tinha reagido no Twitter à morte do artista, dizendo que nunca mais haverá no mundo ninguém como ele.

Choro divide opiniões

As reações no Twitter ao choro de Justin Trudeau não se fizeram esperar, com os internautas a elogiarem um homem e primeiro-ministro "com coração", havendo até quem o quisesse "pedir emprestado".

 

 

 

 

 

 

 

Mas a emotividade do primeiro-ministro canadiano não agradou a todos, havendo mesmo quem o acusasse de ter a estabilidade emocional de "uma menina de 10 anos" ou de apenas se comover com o desaparecimento de "celebridades ricas".

 

 

 

Música até ao fim

De acordo com um comunicado emitido pela família, e divulgado na quarta-feira no Twitter oficial dos The Tragically Hip, Gord Downie “morreu em paz, rodeado dos filhos amados e da família”.

Downie foi diagnosticado com glioblastoma, um tipo de cancro no cérebro, depois de se sentir mal durante uma caminhada na cidade natal de Kingston, na província de Ontario, em dezembro de 2015.

Gord sabia que esse dia chegaria - decidiu aproveitar o seu precioso tempo como sempre o fez - fazendo música, gravando e expressando a sua profunda gratidão pela família e pelos amigos por uma vida bem vivida, muitas vezes selada com um beijo... nos lábios", refere o comunicado.

“Obrigado a toda a gente por todo o respeito, admiração e amor que deram ao Gord ao longo dos anos - essas ofertas carinhosas tocaram o seu coração e ele vai levá-las com ele agora que está a caminho das estrelas”, lê-se no fim do texto.

Conhecido pela presença frenética em palco, em que também contava longas histórias no meio das músicas, Downie foi líder da banda Tragically Hip desde a sua formação, em 1983.

O músico conquistou êxito no mundo do rock clássico e alternativo, mas acabou por se tornar também num dos principais defensores da comunidade indígena canadiana e apelou de forma constante a uma reconciliação entre o Canadá e os indígenas.

Os Tragically Hip lançaram o primeiro álbum completo em 1989, Up To Here. O último álbum da banda, Man Machine Poem, foi lançado em 2016. Nove dos 14 álbuns lançados pelo The Tragically Hip atingiram o topo das vendas no Canadá.

A banda realizou uma digressão de despedida, no ano passado, já depois de ter sido revelado o tumor de Downie.