Justin Treadeu conheceu o seu homónimo, um bebé de apenas dois meses, filho de dois refugiados sírios. O encontro ocorreu num convívio e festival de rodeo na cidade de Calgary, na província de Alberta, no sudoeste interior do país.

Os pais do bebé, Muhammad e Afraa Bilan, deram ao filho o nome de Justin Trudeau, como forma de agradecimento pelas políticas liberais do primeiro-ministro canadiano, em relação à imigração.

O casal sírio fugiu à guerra no seu país. Chegou ao Canadá em fevereiro de 2016, já com dois filhos: a menina Naya, de quatro anos, e o rapaz, Nael, de três. Há dois meses nasceu o mais novo, o pequeno Justin Trudeau Adam Bilan.

Adoramos este homem. Ele ajudou imensos refugiados. Ele é a razão porque estamos no Canadá", sublinhou a mãe síria, Afraa Bilan, ao jornal canadiano The Star, sobre o primeiro-ministro do país que a acolheu.

Afraa Bilan contou ainda as dificuldades que experimentou para se adaptar ao Canadá, devido às dificuldades aprender as línguas oficiais, Inglês e Francês, e às temperaturas negativas. Mas salientou que ter escapado à guerra na Síria sobrepôs-se a tudo, sendo que o mais pequeno da família, o bebé Justin Trudeau, é o primeiro a ser cidadão do país de acolhimento.

Ele é o primeiro canadiano. Conseguiu a cidadania antes de nós", referiu a refugiada síria.

Sábado passado, durante a festa Calgary Stampede, os dois Justin Trudeau encontraram-se: o bebé dormia, mas o homónimo primeiro-ministro do Canadá fez questão de lhe pegar ao colo. O momento foi registado pelo fotógrafo do primeiro-ministro, Adam Scott, que divulgou as imagens na sua conta do Twitter.