As duas jovens italianas assistentes humanitárias sequestradas no verão passado no norte da Síria, e libertadas na quinta-feira, chegaram a Roma esta sexta-feira, constatou um jornalista da AFP.

Um video divulgado pelo jornal «La Repubblica» há duas semanas mostrava as duas jovens italianas a pedir ajuda ao governo italiano. 

«Estamos em perigo» era uma das frases que se ouve no vídeo entretanto colocado no Youtube. 


O avião que trazia a bordo Greta Ramelli, de 20 anos, e Vanessa Marzullo, de 21 anos, procedente da Turquia, aterrou no aeroporto militar de Ciampino, perto da capital italiana por volta das 04:00 (03:00 em Lisboa).

As jovens foram recebidas no aeroporto pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Paolo Gentiloni, e daí foram transportadas para o hospital para exames médicos.