Uma jornalista de investigação foi esta segunda-feira ferida a tiro numa perna por um desconhecido na capital do Montenegro, Podgorica, indicou a polícia, sendo esta a segunda agressão à jornalista num mês.

Olivera Lakic “foi ferida a tiro na perna direita”, declarou à imprensa um responsável da polícia, Vesko Damjanovic.

A jornalista contou ao chefe de redação do seu jornal Vojesti, Mighajlo Jovovic, que um homem se aproximou dela pela frente e “disparou sobre a perna” enquanto dois outros homens fugiam.

Trata-se da segunda agressão a esta jornalista num mês e há seis anos Lakic foi também agredida na cabeça diante da sua casa por desconhecidos.

A polícia bloqueou as principais ruas de Podgorica na esperança de apanhar o agressor.

O mês passado, uma bomba explodiu diante da casa de um jornalista conhecido em Bijelo Polje, no norte do país.

“A agressão à jornalista Olivera Lakic é muito preocupante. Os jornalistas devem ser protegidos”, reagiu o embaixador da União Europeia no Montenegro, Aivo Orav, na rede social Twitter.

A UE, à qual o Montenegro espera aderir em 2015, assim como organizações internacionais de defesa dos direitos humanos têm insistido para que sejam realizadas investigações após aqueles ataques.