O papa Francisco faz esta quinta-feira 79 anos, a menos de quatro meses do terceiro aniversário do seu pontificado, sem que esteja previsto qualquer ato oficial.

Jorge Bergoglio (Buenos Aires, 1936) celebrou, como faz todos os dias, missa na capela de Santa Marta às 07:00 (06:00 em Lisboa) e, ao longo do dia, vai cumprir as obrigações de chefe da Igreja Católica.

Esta manhã, o papa esteve na abertura da "porta santa" da caridade numa das sedes da organização Cáritas em Roma, cerimónia que integra o calendário do Jubileu da Misericórdia, que começou no dia 08 e termina a 20 de novembro do próximo ano.

Na quarta-feira, na audiência na praça de São Pedro, os fiéis católicos aproveitaram para felicitar o papa antecipadamente, com uma festa com música e bolos.

No ano passado, o aniversário de Francisco coincidiu com a realização da audiência geral, durante a qual mais de sete mil bailarinos de tango dançaram para o papa.

Jorge Mario Bergoglio é o primeiro bispo de Roma latino-americano e também o primeiro jesuíta.

Representante máximo da Igreja Católica e oitavo chefe de Estado da Cidade do Vaticano, Francisco é o 266.º papa e substituiu Bento XVI, o primeiro da atualidade a renunciar ao papado.

Licenciado em Química, optou pelos estudos eclesiásticos e a 11 de março de 1958 entrou na Companhia de Jesus. A 13 de março de 2013 foi eleito papa no segundo dia do conclave e na quinta votação.

Desde o início do pontificado, Francisco iniciou um processo de reforma das estruturas da Cúria Romana, com especial atenção à parte económica e financeira.