George H. W. Bush voltou a ser acusado de assédio sexual, depois a atriz Heather Lind ter publicado no Instagram que o ex-presidente dos Estados Unidos a apalpou e lhe contou uma piada porca. A acusação de Lind motivou já um pedido de desculpas por parte de George H. W. Bush.

Agora foi a atriz Jordana Grolnick que contou ao jornal Deadspin uma história semelhante. Diz Grolnick que, também durante uma fotografia, em 2016, depois de uma sessão de “O Corcunda de Notre Dame”, o antigo presidente dos Estados Unidos a tocou de forma inapropriada e lhe contou igualmente uma piada com segundas intenções.

Colocámo-nos todos em volta dele e de Bárbara [antiga primeira dama] para uma fotografia e eu estava mesmo ao lado dele”, contou a atriz numa publicação do Instagram, entretanto removida.

 

Ele colocou a mão dele no meu traseiro e, enquanto sorríamos para a fotografia, ele perguntou ao grupo: ‘Sabem qual é o meu mágico favorito?’. Enquanto eu sentia a mão dele na minha carne, ele disse: ‘David Coop-a-Feel’.”

A atriz conta que as outras pessoas na sala riram, de uma forma politicamente correta, mas o desconforto era notório. Na altura, a antiga primeira dama terá respondido “qualquer coisa como ‘Atenção que ele pôs-se a ele próprio numa jaula’, ao que o grupo riu com mais vontade”.

Atriz Jordana Grolnick diz que foi apalpada por Bush pai durante uma fotografia. (Reprodução Twitter)

A atriz diz que, na altura, desvalorizou o incidente: “Pensei, ‘que se dane! É apenas um velho porco’”. Mas agora, depois de refletir sobre o que aconteceu com ela e com Lind, deixa um conselho a outras mulheres: “Tomei consciência que ao tolerarmos estes pequenos comentários e apalpadelas, seja de homens na rua, seja de antigos presidentes, eles assumem que está tudo ok para nós e podem assumir isso como permissão para sabe-se lá o quê.”

Tomei consciência que levar estas coisas com leveza é a atitude errada. Não foi correto ele ter feito isto comigo!”

O porta-voz do antigo presidente já emitiu um comunicado onde se pode ler: “Aos 93 anos, o presidente Bush está confinado a uma cadeira de rodas há cerca de cinco anos. Os braços deles caem para os sítios mais baixos das pessoas com quem ele tira fotografias. Para pôr as pessoas mais à vontade, o presidente conta frequentemente a mesma piada.”

Algumas pessoas veem isto como algo inocente. Outras como algo inapropriado. A todos os que se sentirem ofendidos, o presidente Bush pede as mais sinceras desculpas.”