O Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, alertou terça-feira que as «profundas divisões» que existem na Ucrânia não serão resolvidas «derramando mais sangue inocente» e manifestou preocupação pela «violência inaceitável» nas ruas de Kiev.

Com o número de mortos acima da dezenas - há várias contabilizações entre os 13 e os 18 mortos - John Kerry afirmou «partilhar da profunda preocupação manifestada pelo vice-Presidente (Joe) Biden».

«Pedimos ao Governo da Ucrânia que trave a escalada da situação (de violência) imediatamente e retome o diálogo com a oposição para encontrar um caminho para a paz«, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, em comunicado.