O Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, defendeu sexta-feira o prolongamento até 24 de novembro das negociações para um acordo sobre o programa nuclear iraniano e manifestou-se confiante no êxito das negociações.

«Decidimos (...) ampliar o programa de ação conjunto até 24 de novembro, exatamente um ano depois de concluído o primeiro acordo em Genebra», disse o chefe da diplomacia norte-americana em comunicado.

John Kerry assegurou também que o prolongamento da discussão proporciona um tempo adicional para continuar a trabalhar num acordo mais amplo que disse acreditar estar «garantido» devido aos progressos nas negociações entre o Irão e a China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha.