Em entrevista à televisão norte-americana NBC News a partir de Abu Dhabi,nos Emirados Árabes Unidos, onde realiza uma visita oficial, John Kerry defendeu a estratégia do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, contra o grupo extremista.

“(A luta) tem de ser intensificada, o ritmo tem de aumentar, e é preciso fazer mais e o mundo entende isso”

"uma mão cheia de assassinos não vai parar o mundo"derrotar