Um professor norte-americano conseguiu filmar a sua «fuga» a uma morte certa, depois de cair num buraco de gelo com 21,3 metros de profundidade, numa montanha dos Himalaias.

John All, geólogo e professor na universidade de Kentucky, EUA, estava a recolher amostras de neve na montanha Himlung, perto do monte Evereste, quando caiu numa fenda que estava escondida por baixo de neve fresca.

Na queda de 21 metros, John partiu um braço e várias costelas, além de outros ferimentos ligeiros, mas ainda assim a sorte parece ter estado do seu lado, pois não fosse um pedaço de gelo, e All poderia ter caído outros 100 metros.

Durante as próximas seis horas, John conseguiu utilizar o seu pequeno machado de cortar gelo e escapar do buraco.

«O meu corpo ficou desfeito, estava em completa agonia. A minha cara bateu numa parede, as minhas costas noutra. A minha cara ficou bastante "estragada"», afirmou John ao «Telegraph».

«[Por sorte] caí num pedaço de gelo a meio, mas podia ter caído mais 100 metros, e é fantástico que isso não tenha acontecido. Durante toda a minha escalada eu sabia que se escorregasse, morria», continuou.

Depois de seis horas conseguiu escapar, mas ainda teve de andar outras três até à sua tenda, onde descansou até ser resgatado na manhã seguinte.

John está agora a recuperar num hotel em Catmandu, mas já planeia a sua próxima viagem a uma montanha no Perú, em junho.