O vice-presidente dos Estados Unidos e o primeiro-ministro da Turquia apelaram, esta sexta-feira, à unidade interna no Iraque para conter a ofensiva do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que controla já várias zonas do país.

Na segunda conversa telefónica num espaço de três dias, Joe Biden e Recep Tayyip Erdogan abordaram o perigo que a crise no Iraque representa para a região depois de os jidahistas terem tomado, em poucos dias, o controlo de Mossul, a segunda cidade do país, e a província de Ninive (norte), aproveitando a retirada das forças de segurança, e de estarem a avançar para Bagdade.

Biden voltou a transmitir a Erdogan o apoio de Washington na «missão» de libertação de dezenas funcionários do consulado turco, incluindo o cônsul, sequestrados em Mossul, informou a Casa Branca em comunicado.