O ator e comediante Jimmy Morales, candidato presidencial da Frente de Convergência Nacional nas eleições gerais celebradas no domingo na Guatemala, aumentou a sua vantagem, com mais de 30% das mesas de voto apuradas.

Segundo os últimos dados divulgados pelo Tribunal Supremo Eleitoral, com 31,92% das mesas de voto contabilizadas, Morales conquistou 25,81% dos apoios.

Com uma diferença de mais de cinco pontos percentuais, atrás de Morales, situa-se o advogado e empresário Manuel Baldizón, da Liberdade Democrática Renovada, com 19,69%.

O ex-Presidente do país, Otto Pérez, foi obrigado a demitir-se na sequência de acusações de corrupção. 

Na sexta-feira, o juiz Miguel Angel Galvez ordenou que o ex-chefe de Estado fosse detido no centro militar Matamoros, no centro da cidade da Guatemala, para evitar perigo de fuga. 

O Congresso da Guatemala aceitou a resignação do Presidente, dois dias depois de lhe ter retirado a imunidade por estar acusado de liderar a rede de corrupção aduaneira, “La Linea”.