Pelo menos 53 pessoas, na maioria civis, foram mortas em raides aéreos da aviação síria na província de Raga, leste do país, controlada pelos 'jihadistas' do Estado Islâmico (EI), referiu uma ONG.

«Foram mortos 31 civis, incluindo cinco mulheres e três crianças, em Raga e arredores», indicou Rami Abdel Rahmane, diretor do Observatório sírio dos direitos humanos (OSDH), citado pela AFP.

Os oito ataques aéreos da força aérea de Damasco também provocaram a morte de 15 'jihadistas' e a sete pessoas não identificadas, acrescentou.