O grupo extremista Estado Islâmico confirmou, esta terça-feira, a morte do jihadista britânico conhecido por "Jihadi John", dizendo que ele morreu durante um ataque cometido por um "drone" no reduto da organização extremista em Raqqa, na Síria, em novembro.

Nascido Mohammed Emwazi, "Jihadi John" era tido como o carrasco do grupo jihadista, surgindo com uma máscara em diversos vídeos em que eram mostradas decapitações de reféns ocidentais.

Na revista digital Dabiq, o grupo extremista diz que Emwazi pereceu a 12 de novembro de 2015, "quando o carro em que seguia foi alvo do ataque de um "drone" (aparelho aéreo não tripulado) na cidade de Raqqa, o que destruiu o automóvel e o matou instantaneamente".