O Governo catalão vai proibir, a partir do próximo ano, o uso de animais nos circos, avança o «El País». A lei, que foi apresentada nesta terça-feira, por cinco dos sete grupos do Parlamento da Catalunha, procura evitar o «sofrimento e os maus tratos» dos animais.

Catalunha torna-se assim na primeira comunidade que legisla este tipo de atividade. Esta nova medida vai introduzir uma nova alínea na lei autónoma de proteção de animais, a mesma onde, em 2010, foi incluída a proibição de corridas de touros

.

A proposta entregue responde a um compromisso pré-eleitoral feito com a associação para a proteção dos animais «Libera». Agora falta só a aprovação da Câmara, o que não deverá tardar, uma vez que tem 80% de apoio do Parlamento.

O presidente da Libera, Carlos López, classificou a proposta de lei de «fantástica», apesar de afirmar que a sua associação não tem «nenhuma intenção de prejudicar os circos, apenas uma atividade anacrónica».

«Não temos nada contra o espetáculo em si, mas as condições em que vivem estes animais, sempre enjaulados e a receberem maus tratos, não é normal», acrescentou López.