O ator Jason Alexander veio a público pedir desculpa, depois de ter afirmado que Heidi Swedberg tinha sido afastada da série  Seinfeld por “não saber o que fazer com ela”.

O ator afirmou na quarta-feira, numa entrevista a Howard Stern, que a morte da personagem Susan Ross, não estava prevista inicialmente. Segundo Alexander, o co-diretor de “Seinfeld”, Larry David, teria morto a noiva de George Constanza por ser difícil trabalhar com ela.

O ator garantiu que os instintos de comédia da atriz eram diferentes dos seus e que, por esta razão, as cenas muitas vezes tinham de ser reajustadas. Alexander disse ainda que a situação passava-se também com o resto do elenco e que a atriz Julia Louis Dreyfus chegou a perguntar “às vezes não vos apetece matá-la?”

Um dia depois das declarações, Alexander fez um pedido de desculpa público no Twitter, esclarecendo que Swedberg “é generosa e graciosa e estou furioso comigo mesmo por contar esta história de uma forma que a diminuiu” e que se sente "oficialmente mal".

 
O ator acrescentou também que Swedberg se esforçava sempre para melhorar as suas cenas e que “se tivesse mais maturidade e segurança no meu trabalho, teria aproveitado as sugestões e ajustar as cenas com ela”.

Na publicação do Twitter, Alexander garante que a decisão de matar a personagem foi uma forma evitar que Constanza se casasse, não tendo nada a ver com o desemprenho da atriz.

“Acalmem-se, apreciem a série quando a tornarem a ver e pensem: ‘porque é que ele pensou que não estava a resultar? Isto é muito bom!”, acrescentou o ator.
Heidi Swedberg apareceu em dezenas de filmes e séries televisivas mas decidiu dedicar-se à música, dando agora aulas.