Os japoneses são conhecidos pela sua grande longevidade. Agora um novo estudo, citado pelo Independent, revela que o segredo está na dieta nipónica que aposta em alimentos ricos em fibras e vitaminas.

Em 2005, o governo japonês criou um guia alimentar recomendado para os cidadãos onde descreveu a ordem e importância que deve ser dado a cada alimento. O governo sublinha a importância da dieta rica em alguns carboidratos, como arroz e massa, legumes, frutas, peixe e carne.

Durante 15 anos, uma equipa de investigadores analisou o quotidiano e respetivos hábitos alimentares de 36.324 homens e 42.920 mulheres, com idades compreendidas entre os 45 e os 75 anos. Os participantes no estudo não tinham antecedentes de doenças graves como cancro, acidente vascular cerebral (AVC), doenças cardíacas ou hepáticas crónicas.

Os investigadores concluíram que a amostra tinha uma taxa de mortalidade 15% inferior à média no Japão e era menos propicia a ter AVC’s.

As conclusões do estudo sugerem que o consumo equilibrado de energia, grãos, legumes, frutas, carne, peixe, ovos, produtos de soja, lácteos e bebidas não alcoólicas podem contribuir para a longevidade, diminuindo o risco de morte, em particular de AVC’s, na população japonesa”, cita o jornal britânico Independent.

Um investigador norte-americano, especialista na área cardiovascular, sublinha que “podemos aprender muito sobre como ser saudável com os japoneses” e acrescentou, em declarações ao Huffington Post, que a combinação de alimentos de baixo teor em gorduras saturadas é fundamental.