A operadora da central nuclear de Fukushima admitiu hoje que cerca de 300 toneladas de água radioativa verteram para fora dos tanques utilizados para armazenar o líquido usado no arrefecimento dos reatores da fábrica.

Numa conferência de imprensa realizada horas depois de operários terem detetado poças de água junto aos tanques de arrefecimento, a Tokyo Electric Power (TEPCO) explicou que a quantidade de água vertida é bastante superior aos 120 litros inicialmente estimados.

Também precisou que foram detetados materiais na água vertida que emitem radiação beta, com uma leitura extremadamente alta de 80 milhões de becqueréis por litro.