A empresa gestora da central nuclear de Fukushima, a Tokyo Electric Power (TEPCO), detetou uma subida do nível de radiação junto a tanques que armazenam água contaminada, informou a agência Kyodo.

Técnicos da TEPCO detetaram um nível máximo de 2.200 milésimos de Sievert (unidade que mede os efeitos biológicos da radiação), acima dos 1.800 registados no fim de semana.

A elétrica ainda não confirmou se estes níveis implicam novas filtrações no solo de água contaminada.