O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Barack Obama, vai fazer uma visita histórica a Hiroshima durante uma viagem à Ásia, agendada para o final do mês de maio, confirmou a Casa Branca esta terça-feira.

De acordo com a agência Reuters, Obama irá visitar Hiroshima com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. A cidade foi atingida por um ataque nuclear norte-americano durante a Segunda Guerra Mundial.

A viagem de Barack Obama ao Vietname e ao Japão irá realizar-se entre os dias 21 e 28 de maio e será a 10ª viagem do presidente norte-americano à Ásia. Já a visita a Hiroshima será a primeira de um presidente norte-americano a uma das duas cidades japonesas atacadas pelos EUA com a bomba atómica.

A bomba lançada sobre Hiroshima, a 6 de agosto de 1945, matou 140 mil pessoas. Depois de Hiroshima, os EUA lançaram uma segunda bomba atómica sobre Nagasaki, no sudoeste do arquipélago japonês, a 9 de agosto de 1945, o que forçou a rendição do Japão seis dias depois e pôs fim à Segunda Guerra Mundial.

O diário japonês Nikkei já tinha noticiado, em abril, que Obama iria visitar a cidade japonesa arrasada pela bomba atómica norte-americana, após a cimeira de líderes do G7 que se realiza a 26 e 27 de maio no Japão.

A 11 de abril, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, que participava então na cimeira de chefes da diplomacia do G7, foi até agora o mais alto representante oficial norte-americano a prestar homenagem no local onde os Estados Unidos levaram a cabo o primeiro ataque nuclear e o mais devastador da História da Humanidade.

Na ocasião, Kerry disse-se "profundamente comovido" com a visita e acrescentou que Hiroshima foi "um marco devastador que interpela toda a sensibilidade de um ser humano".

"Todos deveriam vir a Hiroshima, e quando digo todos, refiro-me a todos", declarou John Kerry, abrindo as especulações sobre a visita de Barack Obama.