Um homem matou um passageiro e provocou ferimentos graves noutros dois, com recurso a uma faca, num comboio de alta velocidade no Japão, informou hoje a polícia nipónica.

O crime ocorreu no sábado à noite a bordo de um Shinkansen, o ‘comboio bala’, na linha entre Yokohama (sul de Tóquio, a capital do país) e Osaca (no oeste), obrigando o condutor a realizar uma paragem de emergência en Odawara.

O atacante começou a apunhalar indiscriminadamente os passageiros que se encontravam numa das carruagens, a número 12, provocando a morte de um homem de 30 anos e ferimentos graves em duas mulheres, de 26 e 27 anos.

A situação provocou o pânico entre os passageiros que começaram a fugir para outras das 14 carruagens do comboio em andamento, até que um deles conseguiu ativar o alarme de segurança levando o maquinista a parar o comboio, disseram testemunhas à cadeia estatal NHK.

Segundo a agência Efe, cerca de 880 passageiros viajavam no comboio, o último do dia com destino a Osaca.

O alegado agressor, Ichiro Kojima, de 22 anos, foi detido e confessou à polícia que atacou os passageiros porque “se sentia frustrado”.

Ichiro Kojima

Incidentes como este são muito pouco frequentes nos ‘comboios bala’ (assim designados devido à velocidade que atingem), apesar de não existir nenhum controlo de segurança para a eles aceder e o grande número de passageiros que viajam neste transporte.

Na linha onde ocorreu o crime são transportados por ano cerca de 446.000 pessoas, de acordo com a companhia Central Japan Railway.