Um dentista holandês foi, esta terça-feira, condenado a oito anos de cadeia, acusado de mutilar as bocas de mais de uma centena de pacientes.

O tribunal francês entendeu que Jacobus van Nierop, de 51 anos, “tinha prazer” em causar dor aos utentes do seu consultório, na localidade rural de Chateau-Chinon, em França

O médico também lucrava com as seguradoras, ao efetuar tratamentos desnecessários nos pacientes. Para além de proibido de exercer medicina dentária, o médico holandês foi ainda multado.

Detido em 2013 pelas autoridades francesas, Jacobus van Nierop conseguiu fugir. Preso no Canadá ao abrigo de um mandado de captura internacional, foi extraditado para França em 2014, como recorda a BBC.