Cerca de 400 imigrantes ilegais morreram num naufrágio no Mediterrâneo, quando tentavam fazer a travessia entre a Líbia e Itália, avançou, esta terça-feira a agência Reuters.
 
A agência cita a organização Save the Children que recolheu testemunhos de alguns sobreviventes, resgatados por outro barco e deixados num porto italiano.
 
A organização de defesa dos direitos da criança alerta que entre as vítimas estão «muitos rapazes jovens, provavelmente menores».