Um tribunal de Milão absolveu Silvio Berlusconi das acusações de abuso de poder e incitação à prostituição de menores.

O ex-primeiro-ministro italiano tinha sido condenado no ano passado por um tribunal de primeira instância, mas foi agora absolvido depois de ter apresentado recurso.

Berlusconi tinha sido condenado a sete anos de prisão.

No comunicado lido em tribunal, os juízes absolveram totalmente o político italiano e informaram que as razões da decisão serão divulgadas em 90 dias.

«A sentença vai além das nossas expectativas mais otimistas», disse aos jornalistas o advogado de Berlusconi, Franco Coppi.