Desde o início do conflito na Faixa de Gaza, a 7 de julho, já morreram cerca de 260 palestinianos, incluindo dezenas de mulheres e crianças.

De acordo com os danos da Organização das Nações Unidas (ONU) revelados esta sexta-feira, 57900 crianças morreram ou ficaram feridas ou desalojadas. Estima-se que o número total de pessoas que precisam de ajuda e assistência seja ultrapasse os 96 mil.



Depois de uma trégua humanitária de cinco horas, esta quinta-feira, das 10:00 às 15:00 a guerra continuou com Israel a iniciar uma ofensiva terrestre. Durante as primeiras horas do avanço israelita morreram pelo menos 19 palestinianos e um militar israelita.

Os números não param de aumentar.