Poucas horas após declarar cessar-fogo unilateral na Faixa de Gaza, Israel voltou a atacar o norte do território palestiniano em resposta a ataques com foguetes lançados Hamas, que já tinha garantido que não cumpriria a trégua enquanto o exército israelita continuasse no terreno, avança a «BBC Brasil».

Seis rockets palestinianos atingiram esta manhã a cidade israelita de Sderot, no sul do país, sem fazer feridos.

Israel tinha interrompido os ataques às 2 horas da madrugada deste domingo, mas a paz durou pouco, porque um raid aéreo surgiu em retaliação ao ataque do Hamas.

O primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, disse esta manhã que o cessar-fogo unilateral declarado no sábado era «frágil» e que estava a ser reavaliado «minuto a minuto».

Correspondentes da «BBC» na região dizem que parte das tropas começam a deixar Gaza, mas que muitos soldados permanecerão no território até que a situação se estabilize.

Ainda no sábado, Olmert tinha garantido que o sucesso da trégua dependia do Hamas e que Israel responderia «com força» a qualquer ataque do grupo palestiniano.



Um porta-voz do Hamas, Fawzi Barhoum, recusou o cessar-fogo e disse que o Hamas não poderia «aceitar a presença de um único soldado (israelita) na Faixa de Gaza».