“Ainda estou viva”, brincou a Rainha de Inglaterra, na segunda-feira, quando questionada sobre o seu estado de saúde, na sua primeira ronda de compromissos públicos desde que os britânicos escolheram, em referendo, sair da União Europeia.

A declaração de Isabel II tem lugar numa altura em que o Reino Unido vive dias dramáticos depois de ter assistido, num curto intervalo de tempo, ao primeiro-ministro a anunciar a sua demissão, à libra esterlina a cair para mínimos de 30 anos, e à Inglaterra a ser eliminada pela Islândia do campeonato europeu de futebol.

Os comentários da monarca acontecem na sequência de uma visita, de dois dias, à Irlanda do Norte, onde se encontrou com líderes como o primeiro vice-ministro Martin McGuinness.