O diretor de redes sociais do presidente dos Estados Unidos publicou, no domingo, no Twitter, um vídeo falso do Aeroporto Internacional de Miami (em inglês com a sigla MIA), supostamente inundado pelo impacto do furacão Irma, o que foi desmentido pelas autoridades aeroportuárias e foi motivo de gozo nas redes sociais.

“Assim está o Aeroporto Internacional de Miami! Tenham cuidado!”, escreveu Dan Scavino Jr., numa mensagem que acompanhava um vídeo que aparentemente mostrava o aeroporto inundado como consequência do furacão Irma, que tocou terra norte-americana no domingo em Cayos, da Florida.

“Este vídeo não é do Aeroporto Internacional de Miami”, afirmaram os responsáveis do aeródromo, também através da rede de mensagens instantâneas Twitter.

Dan Scavino acabou por admitir o erro e apagou o tweet em causa. "Estava entre as centenas de vídeos e fotografias que estou a receber" do furacão, justificou o diretor de redes sociais de Trump, agradecendo ao MIA pela advertência. Dan Scavino Jr. não conseguiu, no entanto, evitar que o tweet fosse partilhado e o assessor de Trump alvo de chacota na rede social. 

 

Críticas à parte, os responsáveis do aeroporto acabaram por agradecer a decisão de Dan: "Obrigado, Dan", respondeu o MIA a Scavino Jr.

Savino Jr. é um dos assessores da confiança dde Donald Trump e já tinha trabalhado como diretor do clube de golfe Westchester de que o presidente do Estados Unidos é dono, em Nova Iorque, antes de integrar a equipa de campanha eleitoral do magnata em 2016.

O Aeroporto Internacional de Miami vai continuar encerrado esta segunda-feira devido aos danos causados pelo furacão Irma, informou no domingo o seu diretor, Emilio T. González.

O aeroporto, que fechou ao final do dia de sexta-feira por precaução para aguentar a chegada do Irma, sofreu “danos significativos” devido à agua, indicou González na sua conta na rede Twitter e no Twitter do MIA.