O líder histórico do Sinn Féin, Gerry Adams, anunciou este sábado, em Dublin, que deixará a presidência do partido nacionalista irlandês, em 2018.

Numa intervenção que abriu a convenção anual do partido, o líder histórico, desde 1983, revelou que este será o último ano à frente do Sinn Féin e que não voltará a candidatar-se.

Liderar é saber qual o momento de mudança e esse momento é agora", disse Gerry Adams, de 69 anos, nascido em Belfast e desde sempre ligado ao agora desativado Exército Republicano Irlandês (IRA), do qual o Sinn Féin era o braço político.

No discurso, Gerry Adams disse que a decisão foi tomada há vários meses, juntamente com Martin McGuinness, outro dos históricos do partido, que faleceu no começo deste ano.

Para o lugar de Garry Adams surge como favorita a "número dois" do partido, Mary Lou McDonald, de 48 anos.

Gerry Adams, que também é membro do Parlamento irlandês, eleito pelo condado de Louth, foi uma figura central no acordo de paz para o conflito entre republicanos e unionistas na Irlanda do Norte.