“Queremos usar este dinheiro para ajudar 7,3 milhões de pessoas, aquelas que estão mais vulneráveis no Iraque”, afirmou, numa conferência de imprensa em Bagdad, a coordenadora humanitária da ONU no Iraque, Lise Grande, que a Lusa cita.