As forças de segurança iraquianas encontraram valas comuns numa zona recentemente recuperada ao grupo extremista Estado Islâmico que conterão “pelo menos 400” corpos, segundo o governador da província de Kirkuk, a norte de Bagdad.

Os corpos de civis e de forças da segurança foram encontrados numa base abandonada perto de Hawija, uma cidade no norte do Iraque recuperada aos jihadistas no início de outubro, disse Rakan Said no sábado.

O responsável não indicou quando é que as autoridades iniciarão a exumação dos cadáveres.

Muitos dos corpos vestem roupas civis, mas outros encontram-se com os macacões com que o Estado Islâmico veste os seus prisioneiros.

O governador disse que a base se tornou num "campo de execução" dos jihadistas.