Os Peshmerga são uma força de elite, composta por curdos iraquianos, que pretendem salvar o Iraque da ocupação pelo Estado Islâmico. Os combatentes estão otimistas e, segundo um comandante ouvido pela Sky, os Peshmerga acreditam que o Estado Islâmico vai recuar as suas posições até ao final do ano.

Os curdos iraquianos contam com o apoio da coligação internacional no combate aos jihadistas. Os meios militares de Canadá, Reino Unido e Estados Unidos têm dado uma ajuda preciosa a estas forças no terreno.

Com a reconquista de Falluja, as tropas iraquianas tentam agora entrar em Mosul. O sucesso desta investida pode ditar, segundo estas forças, a derrota do Estado Islâmico.

Os Peshmerga estão conscientes das dificuldades, até porque há milhares de civis que os jihadistas podem usar como escudos humanos naquela cidade. As táticas mais usadas pelos jihadistas passam pelo recurso a carros bomba e a bombistas suicidas.

Determinados a salvar o país dos radicais islâmicos, o general Salar Taymour avisa, no entanto, que os Peshmerga precisam de mais apoios.