Os jihadistas fizeram exploder, esta quarta-feira, a mesquita de Al-Nuri, em Mossul, onde o líder do grupo extremista Estado Islâmico (EI) declarou o seu califado, avançaram vários órgãos de comunicação sociais internacionais.

As nossas forças estavam a avançar em direção aos seus alvos, na zona história de Mosul, e quando estavam a 50 metros da mesquita de Al-Nuri, o EI cometeu outro crime histórico ao explodir as mesquitas de Nuri e de Hadba”, referiu o comandante da ofensiva de Mosul, o general Abdulamir Yarallah, num comunicado hoje divulgado e citado por vários órgãos de comunicação social.

Foi na mesquita de Al-Nuri que Abu Bakr al-Baghdadi, líder do grupo extremista EI, declarou o seu califado no verão de 2014.