As autoridades curdas acusaram, esta quinta-feira as forças iraquianas, de terem lançado uma ofensiva contra os seus combatentes perto da fronteira com a Turquia.

“Pelas 06:00 (04:00 em Lisboa), as forças iraquianas e as (forças paramilitares) das unidades de mobilização popular apoiadas pelo Irão bombardearam com artilharia pesada os 'peshmergas' [combatentes curdos] na frente de Zummar e avançavam em direção às suas posições”, afirmou, em comunicado, a mais alta instância de defesa do governo da região autónoma.

O Curdistão iraquiano propôs na quarta-feira “congelar os resultados” do referendo de independência, realizado há um mês, e que esteve na origem de uma grave crise política com o Governo federal de Bagdad.

O Iraque pediu a anulação dos resultados desta consulta, que o "sim" ganhou por larga maioria, como pré-requisito para qualquer diálogo.