Uma série de ataques aéreos realizados durante a noite pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos causou a morte de 14 jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) e cinco civis, disse esta quinta-feira uma organização não-governamental.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) informou que os militantes do EI foram mortos na noite de quarta-feira em raides aéreos na província de Deir Ezzor, e que os civis morreram nos ataques lançados sobre Hasakeh, no nordeste.

Os EUA e aliados árabes lançaram na madrugada de terça-feira raides aéreos contra posições do Estado Islâmico na Síria, abrindo uma nova frente de batalha contra o grupo jihadista após mais de um mês de ataques aéreos no Iraque.