A Zara retirou das lojas um pijama que foi muito criticado nas redes sociais devido à sua semelhança com o uniforme dos prisioneiros nos campos de concentração nazis.

A roupa, às riscas e destinada a bebés, tem a palavra «sheriff» escrita numa estrela amarela, mas esta não se vê bem nas imagens colocadas no site.

O pijama também estava à venda no site da empresa em Israel.

A Zara pediu desculpa no Twitter e já não vai vender o produto.