O ministro do Interior da Ucrânia, Arsén Avakov, revelou que mais de 30 pró-russos e quatro militares ucranianos morreram segunda-feira nos combates nos arredores de Slaviansk, bastião dos insurgentes da região mineira de Donetsk, este do país.

«Segundo os nossos cálculos, as baixas dos terroristas ultrapassam as 30 pessoas. Há dezenas de feridos (pró-russos)», escreveu Arsén Avakov na sua página do Facebook.

O ministro acrescentou que entre os rebeldes há muitos naturais da Crimeia, alguns russos e também tchetchenos e disse que outros 20 militares ucranianos ficaram feridos.

A tensão militar chega ao ponto em que os voos na cidade ucraniana de Donetsk foram suspensos, anunciaram esta terça-feira as autoridades do aeroporto local.

Os voos de e para Donetsk estão suspensos, mas não foram apresentadas razões para a medida, apesar da região estará a viver nos últimos dias um crescendo da tensão devido a confrontos entre as autoridades leais a Kiev e os grupos pró-russos pelo controlo de mais de uma dezena de cidades, como noticia a Lusa.