Confrontos entre militares e separatistas pró-russos em Mariupol, no sudeste da Ucrânia, causaram a morte a 21 pessoas, anunciou o ministro do Interior ucraniano, Arsen Avakov.

A violência matou 20 rebeldes e um agente da polícia, disse o governante, na sua página oficial na rede social Facebook, acrescentando que quatro outros polícias ficaram feridos e quatro militantes separatistas foram capturados.