Uma turista dinamarquesa denunciou ter sido violada por oito homens em Nova Deli e uma cooperante alemã apresentou uma queixa por agressão sexual num comboio no sul da Índia, informou hoje a polícia.

A mulher dinamarquesa de 51 anos disse que foi espancada, roubada e violada na terça-feira por um grupo de oito homens no centro da capital indiana, disseram fontes policiais à estação NDTV, citada pela agência Efe.

Segundo o relato da turista à polícia, os homens levaram-na para um lugar isolado onde a violaram, depois de a mulher lhes ter perguntado pela direção do seu hotel, após perder-se na zona comercial de Connaught Place, no centro de Nova Deli.

Os violadores roubaram o dinheiro e um iPad à mulher, segundo a acusação.

Depois da agressão sexual, a mulher conseguiu chegar ao seu hotel e o diretor do mesmo chamou a polícia.

As forças de segurança indianas interrogaram 15 suspeitos pela agressão sexual, segundo a NDTV.

Além deste caso, uma cooperante alemã de 18 anos denunciou que foi violada num comboio que seguia para a cidade de Chennay, no estado de Tamil Nadu, no sul do país.

De acordo com fontes policiais citadas pela NDTV, a violação ocorreu na noite de 10 de janeiro, quando a jovem dormia. As forças de segurança detiveram um suspeito.

Nos últimos meses foram relatadas várias agressões sexuais a estrangeiras na Índia.

A violação em grupo de uma jovem indiana em dezembro de 2012 suscitou um debate sem precedentes acerca da situação da mulher e levou o parlamento nacional a aprovar em março de 2013 uma lei para endurecer as penas contra agressores sexuais.